Fai-te seguidor/a deste Blog

segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

Maravilhosa composição de Goris Cuinha ... uma foto-montagem à que ajuntou um poema meu

Eu não perdi a esperança
mas não contam para nada
as tuas palavras

sei que mentirás
hoje ... mentirás

e não servem as escusas
pois a mentira sempre é dura
para os joelhos

e para as costas
nada cambiará
sempre mentirás

sei que usas a luz do dia
para espalhar a tua mentira
mas as nossas bocas mudarão
hoje também mentirás

e nos decoras bandeirinhas
que usamos inconscientes
para aliviar nossas pernas
mas já não servirão
nada servirá

usaremos a luz da Lua
para descobrir esta tua
perversidade

e então trocará
todo trocará

pois os joelhos não aguentam
a postura colhida pelas palavras
da tua boca
e as costas não mais vão calar
pronto falarão

hoje falarão!!

domingo, 12 de fevereiro de 2012


Adivinhas caminhos
pelos que nunca tens passado

uma pedra,
um rego,
um muro derrubado

adivinhas caminhos
pelos que nunca tens passado

um carvalho seco
um apodrecido pelejo de marta
um campo deserto
no infinito da mirada

uma mina a céu aberto
uma poça dessecada
uma vila pequenina
sem crianças nas varandas
nem deitando pedras
ao rego, desde um muro,
derrubado...

adivinhas caminhos
pelos que nunca tens passado

e assim...
o andante prossegue caminhando...
tropeçando com milheiros
de caminhos já pisados
          ...
de caminhos já passados
          ...
e no médio da noite
caminha alumiando um facho
por carreiros que outros
têm repudiado,
esquecido,
deixado ...
no mais incompreensível abandono


adivinhas caminhos
com o facho levantado
que se veja na obscuridade
que alguém os segue alumiando
enquanto é noite
...
e de dia ...
debruçando
limpando-os de maleza
para não perder o passo
pois algum dia
quem o perderam
assim poderão topa-lo.

sábado, 1 de outubro de 2011

Novo combate lírico no Bou Eva

A Hóstia em Verso voltou a recordar que cá não se para nem pra colher impulso... desta vez foi no Local Social Bou Eva de Vigo, donde mais uma vez se enfrentaram a verso limpo dous grupos de poetas ... PALEOFALANTES Vs NEOFALANTES, produzindo-se um empate entre ambos que não conseguiram resolver nem nossas árbitros, Maria Lado e Lucia Aldao, ante a massiva abstenção do público na última votação... Xavier Xil Xardon, Neves Soutelo e Nolim GonzaleZ na equipa de Paleo-falantes e Eduardo Estevez, Ledícia Costas e Daniel Landesa na de Neo-falantes ; viram assim, como a gente presente, lhes dava um empate entre grandes sorrisos e ganhas de ver mais uma vez ao Leo e Arremecaghoná que amenizou o ato digno de qualquer tradutor/a da Universidade de Vigo... proposta desta entidade este último HOSTIA EM VERSO.

segunda-feira, 12 de setembro de 2011

Uma boa forma de despedir este, ainda, Verão:

http://bibliotecasredondela.blogspot.com/2011/09/esmorga-literaria-no-mar.html

Mais uma vez , e com muito gosto, tenho participado duma das atividades da Biblioteca de Chapela, conhecido gente nova, escutado novas vozes, ouvido velhos e novos ritmos .... partilhado momentos deste grande universo ... o Mar.

Muito obrigado a toda tripulação!!

sábado, 23 de julho de 2011

JÁ FOI....

MAUS VIZINHOS ( o grupo de poesia-eletrônica no que estou junto com David) recitamos os dias 30 de Julho em Ponte-Areias ( Local social O FRESCO) e o 12 de Agosto em Tui ( La Fabriqueria). Aliás, e convidado pelo grupo POETAS DA HOSTIA, participei no combate poético " A hóstia em Verso" que este grupo organizou no Festival Folk de Vilarinho ( Aldam - Cangas) o 17 de Agosto sobre as 19'00. O resultado:  um novo pugilista estava visto que não aguentaria mais que os primeiros golpes .... numa das turmas tocou-me confrontar meus versos com Daniel Landesa e já... primeiro verso ao fígado, segundo à testa e terceiro à boca, marcando mais meu sorriso e o de toda gente, tentei sair o menos mal-parado possível tentando que não se me vissem às vísceras saindo pela boca, e fui-me pra casa .... lamber as feridas!
Um autêntico prazer!!